Site: http://www.cidadescontemporaneas.propesq.ufrn.br/

Link CNPQ: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/3444882433347270

A cidade, na contemporaneidade, tem sido transformada numa espécie de parque temático, daí o termo disneylandização, utilizado por Sharon Zukin. Este processo se refere a certo modelo de produção do espaço, que se estabeleceu mais fortemente a partir da crise do fordismo. Ele conjuga as vicissitudes da sociedade contemporânea em particular o que Jameson chama de virada cultural e o espaço construído. A cidade contemporânea é uma cidade dual e desigual: de um lado, a cidade corporativa e de todos aqueles que dela se beneficiam ou nela interagem, conectados aos fluxos globais; de outro, um populacho, com inserção marginal, que sobrevive na instabilidade de um mercado de trabalho local flexível.

Site:

Link CNPQ:

Site: https://www.facebook.com/estadoepoliticaspublicas/

Link CNPQ: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/3905027045681428

Projetos de pesquisa:  https://sigaa.ufrn.br/sigaa/public/departamento/pesquisa.jsf?id=1824

Atua em várias direções de pesquisa cobrindo temáticas no estudo das políticas públicas e relações de governança como: desenvolvimento urbano e metropolitano; renovação das formas de gestão, participação e democracia; cidades e processos sociais e de metropolização. Essas se constituem em temas fundamentais ao contexto político e social atual, importando a universidade e a sociedade, na medida em que serve de ponte de interlocução entre essa IES e os vários níveis de governo. As ações realizadas pelo grupo vem garantindo reconhecimento em termos financiamento de agencias de financiamento de pesquisa nacional como FAPERN, CNPq, PRONEX e FINEP. Ainda no campo da pesquisa, o grupo participa de um programa “NÚCLEOS DE EXCELÊNCIA” do CNPq através de projetos desenvolvidos pelo INCT – Observatório das Metrópoles Núcleo Natal.

Estúdio Conceito – arquitetura, urbanismo, planejamento urbano e estudos urbanos

Site: http://estudioconceito.ufrn.br/

Link CNPQ: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/9138705645330431

O objetivo é desenvolver projetos, de variadas escalas, que tenham ampla abrangência: pode ser unicamente de pesquisa ou pode ser de pesquisa-intervenção. Será de arquitetura, de urbanismo (desenho urbano), de planejamento urbano ou de estudos urbanos. Para o seu desenvolvimento, é necessária uma clara compreensão do contexto ao qual se refere, tanto o histórico quanto o espaciotemporal. A análise de soluções propostas e/ou executadas em outros contextos é também de importância. É necessária, por tudo isso, uma profunda compreensão do referencial teórico pertinente ou o seu desenvolvimento. O conceito é aqui um exercício intelectual que visa à experimentação. Designa a abordagem que deve ter o pesquisador-projetista. É a guia, o caminho, o trajeto a ser traçado e seguido ao longo do processo. Não é uma condição inerte e fixa, mas um ponto de vista privilegiado, de onde é possível, inclusive, regular as condições de observação e intervenção ao longo do trajeto.

Laboratório de Estudos Rurais da Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Link CNPQ: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/4312316526545551

O Labrural, ao longo dos anos, vem desenvolvendo parcerias em projetos de investigação (PROCAD/Casadinho) com várias universidades nacionais (UFERSA, IFRN, UFPE, UFRPE, UFCG, UEPB, UFRGS, UFSM, UFPEL, UTFPR, UNICAMP, UFRRJ), e internacional (Universidade de Valência), empresa de pesquisa (EPAGRI/SC, EMPARN, FAPERN); com os Ministérios: do Desenvolvimento Agrários, Desenvolvimento Social, da Educação (FNDE), e organismos como:- Associação de Apoio a Comunidades do campo-AACC; SEBRAE/RN; Cooperativa de Trabalho Multidisciplinar Potiguar-TECHNE, entre outros. Os Pesquisadores do Labrural já orientaram e concluíram: 2 pós-doutorado, 10 teses de doutorado, 44 dissertações de mestrados, 9 especialização, 23 trabalhos de conclusão de curso. Bem como atuou na produção de uma série de artigos científicos e projetos de pesquisa e extensão. Atualmente estão em andamento 6 teses de doutorado, 9 dissertações de mestrado, 4 trabalhos de conclusão de curso, e 4 projetos de Pesquisa e Extensão.

O Núcleo Avançado de Políticas Públicas

O Núcleo Avançado de Políticas Públicas (NAPP) da UFRN tem por objetivos a produção, divulgação e aplicação do conhecimento no campo interdisciplinar das políticas públicas. Para cumprir seus objetivos, o NAPP se propõe a:
a) realizar pesquisas próprias ou em convênios com outras instituições
b) prestar serviços nas áreas de políticas públicas através de convênios ou contratos de serviço
c) colaborar em cursos de graduação, pós-graduação, especialização, extensão e treinamento, nas áreas de sua especialidade, propostos por Unidades competentes da universidade
d) divulgar o conhecimento produzido para a comunidade acadêmica e sociedade em geral.

O Núcleo RMNatal da Rede Observatório das Metrópoles

Site: http://www.cchla.ufrn.br/rmnatal/

O Núcleo RMNatal da Rede Observatório das Metrópoles é liderada institucionalmente pela UFRN e aglutinada no Núcleo Avançado de Políticas Públicas que reune pesquisadores dos Departamentos de Políticas Públicas, Arquitetura e Urbanismo, Demografia e Geografia, integrantes dos programas de Pós-Graduação em Estudos Urbanos e Regionais (mestrado), Ciências Sociais (mestrado e doutorado), Arquitetura e Urbanismo (mestrado e doutorado) e Geografia (mestrado e doutorado) e Programa de Pós-Graduação em Demografia (mestrado). Integra a rede nacional do INCT-Observatório das Metrópoles, coordenada pelo (IPPUR-UFRJ). Atualmente a equipe, coordenada pela Profª. Dra. Maria do Livramento Miranda Clementino, do Departamento de Políticas Públicas, é formada por 11 doutores (sendo 05 das Políticas Públicas, 01 da Geografia, 02 da Arquitetura e 02 da Demografia), 05 mestres (todos doutorandos); 02 mestrandos; 05 graduandos (bolsistas IC) e 01 colaborador, totalizando 24 pessoas.